Projeto GLIA

O projeto GLIA consiste na criação de uma unidade de teleconsulta, integrada numa equipa multidisciplinar e dirigida à resolução de problemas com origem na coluna lombar. A ideia nasceu no Serviço de Neurocirurgia do Centro Hospitalar Universitário do Porto (CHUPorto), após ultrapassarmos este tão inusitado período pandémico, no qual fomos obrigados a repensar a maneira como praticamos Medicina. 

Pretende-se com este esforço reunir, num momento único de consulta, vários profissionais de saúde, em torno de um problema clínico que, per se, constitui uma das principais fontes de perda de qualidade de vida no nosso país e em todo o Mundo – a lombalgia incapacitante e refratária às primeiras linhas terapêuticas. Após o reconhecimento deste problema pelo médico de Medicina Geral e Familiar, estabelece-se uma comunicação direta e uniformizada entre este clínico e um Neurocirurgião, um médico Fisiatra, um Nutricionista e um profissional dedicado à área de Saúde Mental, através de um software criado exclusivamente para o efeito. Delineando qual o melhor tratamento para cada caso, personalizando assim a prática da Medicina a cada doente e mitigando as ineficiências que atualmente revestem todo o circuito de consultas que estes doentes atravessam. 

Numa competição promovida pela Boehringer Ingelheim Award for Innovation in Healthcare 2021, que assenta no trabalho colaborativo, os participantes foram convidados a reunirem-se em equipas e a resolver problemas sobre temas específicos, durante um curto espaço de tempo. O desafio foi aceite pela equipa de Neurocirurgia da instituição e no fim o GLIA venceu o 1º prémio, concretizando assim um projeto que tem como principal objetivo, colocar as especialidades à volta do doente, em vez do doente às voltas com as especialidades.